5 filmes para estudar a ditadura militar no Brasil

5 filmes para estudar a ditadura militar no Brasil

O período da ditadura militar no Brasil começou com o golpe militar de 1964 que afastou o então presidente João Goulart e, em seu lugar, colocou o Marechal Castelo Branco para governar o país. O novo regime, que se estendeu até o ano de 1985, impos uma série de atos institucionais anti-democráticos, dentre eles o AI-5 de 1968, que suspendeu a Constituição do país e dissolveu o Congresso, além de criar um processo penal militar que, na prática, dava ao exército o poder de agir como poder judicial.
Foram anos de censura e perseguição política. Grupos de resistência foram criados com ações de guerrilha e manifestações pacíficas. Muitos filmes falam sobre esses anos e a luta dos grupos dissidentes no Brasil. Confira cinco:
Pra Frente Brasil (1982)
Lançado ainda durante a ditadura militar, o filme mostra os anos de chumbo e o período do milagre econômico. Enquanto os brasileiros vibravam com a seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo no México, prisioneiros políticos eram torturados e desapareciam nas mãos dos militares.
O Que é Isso Companheiro? (1997)
Filme dirigido por Bruno Barreto, concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro no seu ano de lançamento. A obra conta a história verídica do sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil em setembro de 1969 por integrantes de grupos de esquerda que lutavam contra a ditadura militar. Em troca do embaixador, o grupo conseguiu a liberação de diversos prisioneiros políticos.
Batismo de Sangue (2007)
Baseado no livro homônimo de Frei Betto, conta a história de um convento de frades dominicanos do final da deçada de 1960 que se torna uma forte resistência à ditadura militar. Movidos por ideais cristãos, os frades colaboram e apoiam o grupo Ação Libertadora Nacional, à época comandado por Carlos Marighella. O apoio não passa despercebido e os religiosos passam a ser perseguidos por autoridades policiais.
Zuzu Angel (2006)
Conta a história verídica da estilista Zuzu Angel, mãe do militante político Stuart Angel Jones, que foi torturado e assassinado pelos militares. Zuzu foi um exemplo de mãe que, antes apolítica, passou a lutar contra o governo pelo direito de reaver o corpo de seu filho assassinado e conseguir justiça.
O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias (2006)
Os pais de Mauro, garoto de doze anos, “saem de férias” inesperadamente em 1970 e deixam o menino com o avô paterno. Na verdade, os dois militantes de esquerda estão fugindo da ditadura militar. Enquanto espera os pais ligarem, Mauro passa a viver com o vizinho solitário após a morte do seu avô, acompanha o desempenho da seleção brasileira e a vida durante a repressão em um bairro judeu de São Paulo.
Fonte: Guia do Estudante