“A responsabilidade da universidade vai além de passar conhecimento”

“A responsabilidade da universidade vai além de passar conhecimento”

“Os desafios mudam com o passar do tempo. Estamos vivendo um mundo de desafios cada vez mais complexos. E com a Educação Superior não poderia ser diferente.” Andrew Hamilton, reitor da Universidade de Oxford, fez essa declaração durante a sessão plenária do III Encontro Internacional de Reitores Universia, que acontece no Rio de Janeiro.

Hamilton ainda acrescentou: “as universidades sempre entregarão o seu propósito”, afinal elas “têm uma capacidade singular, tanto do ponto de vista de educação quanto da formação das pessoas.”

Inovações nas universidades
Quando o tópico foi a evolução da Educação Superior, Hamilton afirmou: “recentemente, muita ênfase tem sido dada a muitas universidades envolvendo a transferência de tecnologia. Hoje, o papel da universidade evolui ainda mais, e nós começamos a ver o surgimento de parcerias.”

Para explicar seu ponto de vista, o acadêmico utilizou a universidade de sua responsabilidade como exemplo: “em Oxford, nós fazemos muitas pesquisas sobre doenças tropicais na África, por exemplo. Isso é tão importante que essas iniciativas vêm sendo pioneiras na criação de parcerias entre as academias. O sucesso dessas colaborações influencia diretamente nas políticas da Organização Mundial de Saúde com medicamentos, que resultaram desse trabalho colaborativo.”

Colaboração entre acadêmicos
Andrew Hamilton estendeu-se ainda no que diz respeito às parcerias entre estudiosos que, para ele, são de extrema importância. “Temos que entregar excelência em pesquisa, mas agora nós temos que organizar a pesquisa de forma mais complexa. As universidades precisam criar novas formas de colaboração.”

A internacionalização, então, mostrou-se uma dessas maneiras, mas isso, segundo ele, não ocorreu repentinamente. “Isso acontece nas universidades há muitos anos. Essa perspectiva internacional tem uma influência poderosa. Em Oxford, agora, temos 14% do corpo docente vindo de fora do Reino Unido.” “A responsabilidade da universidade vai além de passar conhecimento. Eu penso que a internacionalização não é a chance das universidades fazerem algo novo, mas sim de fazer coisas melhores que as universidades sempre fizeram”, constatou Hamilton.

Fonte:

noticias.universia.com.br